Empresa

Fundada em 1982 pelos sócios Emílio Carlos Bittar, Márcio Brasil Bittar e Mário Bittar Filho, a COMING Indústria e Comercio de Couros Ltda. adquiria couros verdes em frigoríficos do Estado de Goiás e os salgavam em Guapó – GO, onde localizava-se a matriz da Empresa. A comercialização do couro salgado se concentrava em território nacional, sendo realizada por representantes do Rio Grande do Sul.

Devido à expansão dos negócios, a COMING iniciou o processo de industrialização do couro até a fase de Wet Blue, arrendando um curtume em Anicuns – GO e, posteriormente, em Nazário – GO, progredindo as vendas para a exterior.

Em dezembro de 2000, os sócios adquiriram o curtume Vilas Ind. e Com. de Couros Ltda, em Trindade – GO.

Ao completar 20 anos, em 2002, o Grupo foi premiado com o XXXII TROFEO INTERNACIONAL AL PRESTÍGIO COMERCIAL – NEW MILLENNIUM AWARD – Roma 2002 / Itália, que possui reconhecimento internacional.

Preocupando-se, primordialmente, com a satisfação de seus trabalhadores, clientes e fornecedores, a COMING desenvolveu políticas de marketing específicas e estratégias de vendas que a tornaram forte e sólida tanto no mercado interno, quanto no externo, tendo em 2004 o seu sistema certificado pela ISO 9001:2008.

Em 2010, a COMING conquistou a categoria ouro na certificação LWG (Leather Working Group), voltada para práticas socioambientais. Visando a preservação do Meio Ambiente, dispondo de uma produção de alta qualidade com baixos índices de poluição, redução do consumo de água, bem como medidas de reciclagem de resíduos decorrentes dos processos operacionais.

Em 2011, a COMING foi reconhecida como o “Melhor Curtume das Américas”, em Shanghai-China.

Atualmente, a Empresa possui vários clientes ativos ao redor do mundo, produzindo em média 5.000 (cinco mil) couros/dia e gera em média 1.500 (mil e quinhentos) empregos diretos e indiretos, proporcionando um ambiente de trabalho harmônico e equilibrado.

Com 39 anos “bem curtidos”, a COMING acredita em uma gestão baseada em três pilares de sustentabilidade: Social, Econômico e Ambiental. Assim, é necessário que tais pilares coexistam e interajam entre si de maneira plena e proporcional.

Foto Aerea2018